COMO REDUZIR ESTORNO DE PAGAMENTO NO MEU RESTAURANTE

Estornos podem gerar muitas dores de cabeça para o restaurante e seus clientes. Entenda como proteger o seu estabelecimento e reduzir o estorno de pagamento dele.

COMO REDUZIR ESTORNO DE PAGAMENTO NO MEU RESTAURANTE

Em um mundo global e atualizado como o que vivemos, andar com dinheiro físico para o pagamento de produtos e serviços é quase raridade.

Assim, as maquininhas de cartão de crédito e/ou débito foram ganhando cada vez mais espaço no cotidiano de consumidor e empreendedores, trazendo mais liberdade de pagamento e também mais lucratividade para os restaurantes.  

Mas nem tudo são flores.

Ter esta forma de pagamento como opção ao seu cliente tem os seus pontos positivos, mas também os seus pontos negativos.

Um deles é o relacionado ao estorno de pagamento.

Você sabe o que ele significa na prática e de que forma acontece? Sabia que existem algumas dicas que podem fazer com que aconteçam cada vez menos estornos no seu restaurante?

É o que iremos falar neste post! Continue lendo para saber mais!

O que é o estorno de pagamento

Muitos não sabem, mas o estorno de pagamento é garantido por lei e é um direito de todos os consumidores, inclusive empreendedores quando estão no papel de lidar com um fornecedor, por exemplo.

Segundo o próprio dicionário, um estorno é a ação ou efeito de estornar algo, neste caso, estamos tratando especificamente de estorno de pagamento, ou seja, um estorno de um valor em dinheiro.

Leia mais: Como aproveitar melhor o feedback dos seus clientes

O estorno de pagamento nada mais é do que um retorno do dinheiro que você pagou a alguém ou a algum lugar de forma indevida, seja no cartão de débito ou de crédito.

Para que ele seja concluído, é preciso que ocorra uma anulação deste pagamento indevido e, assim, ele poderá ser retornado para a conta.

Os procedimentos para pedir um estorno

Para essa anulação ocorrer, a pessoa que está contestando este pagamento indevido e querendo com que ele volte para a conta, que pode ser você como empreendedor ou o seu cliente, deve entrar em contato com a instituição financeira que administra o cartão para fazer a solicitação e explicar o motivo da mesma.

A análise não costuma ser demorada, mas é preciso verificações no que tange à veracidade da solicitação. Isso quer dizer que a instituição analisa se você ou seu cliente não podem estar agindo de má fé.

Também há a possibilidade do estorno ser solicitado à adquirente da maquininha de cartão.

Neste caso, quem deve fazer a solicitação é o empreendedor dono do restaurante, seja por conta própria, seja pelo fato de seu cliente ter entrado em contato com você e pedido para resolver esse problema.

É preciso que haja um alinhamento entre gestor e cliente para evitar também que ele esteja agindo de má fé, por exemplo.

Portanto, antes de entrar em contato para solicitar o estorno do pagamento, preste atenção às políticas de devolução da adquirente e como estas se aplicam ao seu estabelecimento.

A partir disso, caso a adquirente também concorde com o estorno, ela entra em contato com a instituição financeira do cartão e o solicita.

Com a aprovação, o dinheiro volta para a conta corrente (nos casos de cartões de débito) ou é descreditado na fatura (no caso de transações realizadas no cartão de crédito).

Caso a adquirente ou mesmo você, como dono do restaurante, não aceitem o pedido de estorno do pagamento, abre-se, então, uma disputa junto à instituição financeira para envio de provas de que a compra foi lançada de forma errada.

E, para uma compra ser lançada de forma errada, existem diversos motivos.

Você sabe quais? Falamos sobre alguns deles no próximo tópico.

Motivos para acontecer um estorno de pagamento

Os motivos para uma compra ser lançada de forma errada são variados.

Fraudes

Um deles, que tem se tornado cada vez mais comum, se relaciona com as fraudes, como quando o cartão de crédito ou débito é clonado e diversas compras são feitas sem a autorização do titular.

Neste caso, o mais indicado é entrar em contato com a instituição financeira ou operadora do cartão, dizer que não reconhece a compra e pedir o seu cancelamento.

Débitos duplicados ou lançados de forma errada

Outro motivo comum de pedido de estorno de pagamento é quando ele é feito de forma duplicada.

Ex.: Cliente pagou o pedido uma vez, mas, por alguma inconsistência do sistema ou um erro de processamento, ele foi descontado pelo mesmo pedido duas vezes.

Hoje em dia acontece de forma menos frequente, uma vez que o próprio banco, quando detecta um débito duplicado para o mesmo lugar, em um curto espaço de tempo, já realiza este estorno de forma praticamente automática.

Um débito quando lançado de forma errada pelo seu restaurante, para mais ou para menos do valor que precisava realmente ser cobrado, também justifica um pedido de estorno de pagamento.

Desacordos comerciais

Quando existe um desacordo comercial, uma alternativa para solucioná-lo é também o estorno de pagamento.

Esse desacordo pode acontecer por diversos motivos, seja em compras online ou em compras presenciais.

O cliente, principalmente no modelo de compra online, tem 7 dias para decidir se deseja realmente ficar com o produto ou se deseja pedir o reembolso através do estorno do pagamento. Está é uma proteção garantida via Código de Defesa do Consumidor.

Mas, para além do princípio da desistência, o estorno também pode ser solicitado quando o produto não cumpre os requisitos anunciados, seja pela quantidade diferente da que foi anunciada, por exemplo, ou mesmo por um defeito de fábrica.

Vale lembrar que essas condições estão atreladas a qualquer tipo de compra, seja presencial, seja online, portanto, cuidado!

Continue no assunto: Tudo sobre gestão financeira para restaurantes

Como evitar que ele aconteça

Dito tudo isto, aqui vão algumas dicas para proteger o seu restaurante e evitar que o estorno de pagamento seja solicitado, preservando a experiência do seu cliente e não tendo maiores dores de cabeça.

Invista em tecnologia

Existem muitas soluções tecnológicas que podem evitar o número de estornos de pagamento solicitados.

Ao invés de utilizar somente maquininhas de cartão mais antigas, com leituras apenas magnéticas, que facilitam as fraudes, por exemplo, ou mesmo de adquirentes duvidosas, que tal investir nesta forma de pagamento e trabalhar com máquinas que funcionam com a leitura do chip do cartão?

Procure sempre marcas de referência também para evitar de ser confrontado com o famoso "barato que saiu caro", combinado?

Utilize outras formas de pagamento

Outra forma de evitar o estorno do cartão é utilizando formas de pagamento online que vão além das maquininhas.

Além do famoso dinheiro, é claro, hoje, já existem soluções, como o PIX, que podem contribuir na redução dos pedidos de estorno.

Ah! Este integra facinho com o sistema da Yooga, viu?

Tenha um sistema de gestão que realmente funciona  

Quando você tem um sistema de gestão que realmente funciona, as chances de serem solicitados estornos de pagamento é menor.

A Yooga é um Sistema de Gestão, Delivery Próprio e Fiscal Completo que garante uma gestão suave de PDV, mesas e balcão para seu restaurante.

Assim, ela integra com suas soluções de pagamento, facilita o fluxo de pedidos e evita que lançamentos sejam feitos de forma errada ou duplicada, por exemplo.

Além disso, também conta com uma solução de Fiscal Completo, o que facilita o seu dia a dia e faz com que o seu restaurante cumpra todas as obrigações fiscais.

Por deixar todo o controle do seu negócio na sua mão, em caso de estornos, com Yooga, é muito fácil, por exemplo, pedir o cancelamento de uma nota fiscal emitida errada.

Que tal testar gratuitamente?